8 de junho de 2018

Morreu o único marciano que se ria do que a picante diz, o mesmo que mandava pequeninos detritos de contentamento às suas comentadoras,

o que as incentivava imenso, devido à percepção de que  alguém no universo se identificava com elas. 
Morreu anteontem, sufocado pela constatação de sabe-las substituídas por quem até então lhe seria desconhecido, e muito, mas muito melhor que elas na difícil Arte do Humor. Morreu de desgosto, portanto. Paz à sua alma e isso assim. 

Abaixo, uma pequena amostra do potencial do humano - comentário pescado a meio dos entos efectuados à notícia do Sr. ministro Italiano -  humano  que é, definitivamente, um free spirit, tanto na sua filosofia de vida, quanto na forma como a exprime.  





Que os deuses te abençoem, meu fio, e que nunca te falte a internet. 

Sem comentários:

Enviar um comentário