9 de março de 2018

Senhoras e Senhores, estamos a viver uma produção celestial dirigida por S.Pedro: Os 50 Tons de Cinzento

E assim como no filme predecessor,  uma boa merda, com a agravante de não se poder sair a meio. 



Sem comentários:

Enviar um comentário