13 de março de 2017

Conselhos da Isa II

Se um dia o vosso médico vos mandar fazer exames estranhos (<- link), e só se confrontarem com a realidade  da sua prática aquando da marcação do acto, em virtude de vos passarem uns tubinhos prás mãos, e mais uma papelada, e umas orientações belhéque, e vos apetecer voltar ao consultório da pessoa para a estrangular ou assim, pois que quando perguntada sobre "e isso é paquê?", vos respondeu "ó melher, é um rastreio, tu vai fazer isso também e cala-te, não custa nada!" respirem fundo, contem até 174.231 e pensem que há coisas bem piores a acontecer nesta vida, que vos cair no prato, assim num repente, uma tarefa daquelas e ainda por cima sem razão nenhuma aparente. 
Levem o vosso tempo, caso não haja mesmo nenhuma razão aparente.  
Eu levei umas 3 semanas, durante as quais fui fazendo os outros exames, olhava prós tubos de soslaio, equacionava toda a envolvência da coisa e desistia, até que um dia me atirei ao assunto de uma vez por todas, e fi-lo pelas razões óbvias: é um exame de prevenção, a forma como a prevenção é feita deverá ser absolutamente secundária. Depois é indolor - pelo menos fisicamente - e não, não se vão pôr a comprar um frigorífico exclusivamente  pró acondicionamento da merda dos tubinhos já com alguma matéria para análise, que isso é uma perfeita parvoíce, carago! Sois alguns bebés ó quê??, são caríssimos (fui ver) e depois não vão saber o que fazer àquilo, após a entrega da encomenda completa ao laboratório. Nada disso. Deixem-se de paneleirices, afastem esses pensamentos de vossas mentes, e depachem-se logo com aquela treta. 
De facto, até vos aconselho a não fazerem como eu, não pensarem muito no assunto e ser essa a primeiríssima recolha a ser efectuada. Tirem o que está na última gaveta do frigorífico, arranjem umas caixinhas ( podem ser daquelas que vêm umas dentro das outras, como as bonecas russas, 5 devem chegar) e bastante papel de alumínio. Tudo o resto fica na 1ª prateleira do aparelho, essa semana não vão ás compras de frescos e já está, caso arrumado. Aquilo demora uns dias, o que, bem perspectivado,  até serve de incentivo pra não desistirem, na medida em que o acto vos faria terem que recomeçar, e creiam-me: não vão querer isso. Também não vos ireis esquecer dessa primeira tarefa diária, asseguro-vos, aliás, aconselho mesmo a que ponham os tubinhos bem à vista, de modo a que a sua diminuição em número no antes, por oposição ao após usados, vos seja um estímulo, em suma, é nojento mas não custa nada. 
Mais a mais, ensina-nos a vida que de todas as situações menos simpáticas, há que se tirar algum partido. Neste caso, a saúde está logo ali à cabeça, é só termos isso em mente e pronto. Depois, e se quiserem prosseguir  nessa filosofia e partirem-se a rir todas as manhãs, é fácil: Deem um nome a cada tubinho. 

Hã? Quem é 'miga?


Pois, lá está... Não m'estimem não.



2 comentários:

  1. Ahahahahahahahahahah :D
    Acreditas que, apesar de nunca me ter sido pedido esse exame, já me debrucei mentalmente sobre tal hipótese sempre que tenho que fazer análises à urina? Detesto! Mesmo! É daquelas situações que me fazem questionar porque é que eu não nasci homem, é que dá tanto jeito para certas merdas. Ora, se eu já não acho piada nenhuma tentar acertar o xixi num copo, por mais largo que seja, imagino sempre que poderia ser pior para levar avante a cena e é aí que entra na minha mente esse exame. Obrigada pelas dicas, não me servirão de muito na hora da verdade, mas vou tentar lembrar-me delas, sim senhora :P

    ResponderEliminar

  2. No laboratório onde vou, já substituiram os copos das recolhas pelos os tais tubinhos, o que torna a empreitada da urina muito mais desafiante.:P
    Este exame em particular, só custa nos primeiros 6 dias - ou a quantidade de dias que te recomendarem - o resto faz-se bem..:))

    (É um custo relativo, vá. Faz impressão, mete nojo, mas o que tem que ser, tem que ser... Penso que será bem pior pra quem analisa aquilo, ali à procura de cenas nas fezes alheias, credo... Uma salva de palmas a essa gente toda).

    ResponderEliminar