26 de agosto de 2016

Update ao post "Anúncio" - post com bolinha vermelha, atenção aos mais sensíveis.

Tenho recebido respostas, que tenho pois que tenho, mas com uma forte incidência de por parte do macho bardajão himself - ou algum delegado em sua representação - suponho eu que, para um workshop ao pessoal, sobre como é que deve fazer o companheiro de uma pessoa que escreve muito e não tem tempo pra ser normal, ambos pais de 2 filhinhas, de acordo com o que me foi dado a perceber. Ora veja-se lá, e muita atenção ao que sublinhei, que é importantíssimo para esta 1ª aula. 

"Ó Isa queres piça? Não respondas, não respondas que o boi pertença da minha sogra tem o mês muito ocupado. Escancarava-te toda, ainda mais do que já estás, deves ter conhecido mais caralhos que as putas da rua. Tu e a outra carroceira, do jeito que escrevem vao ficar nos anais dos anais.capice? Gaja que é gaja tem que honrar o papel de mulher, de mãe, de educadora." em Anúncio


Hã? ;D

Faço só uma pequena ideia da alegria que paira naquela alegre casinha, do sucesso que farão os genros- actuais ou futuros - e de como serão os serões à volta da lareira sobre o precioso tema "educação parental",assim como também do tremendo orgulho que a descendência terá deste pachorrento patriarca...
Ahhh ... como eu adorava tanto, tanto,  ter uma coisa assim ao meu lado, que andasse, qual maricona, de post em post, de blog em blog, instruindo as pessoas sobre de que material deve ser feito um homem que vai em socorro de sua amada...

Não havia a senhora de estar inchada... 

Imagino as entrevistas « Olá, eu sou a paquiderme, e este boçal aqui ao meu lado é o meu  marido - faz "muhhh" à senhora 'môr - e ambos adoramos poesia,e da convivência ca juventude, qué pra lhes ensinarmos que a vida é muito linda. Às vezes até acordo à noite pra escrever, geralmente quando ele anda ocupado - ora faz lá "muhhh " 'tra vez 'môr... faz! qué pra senhora ver como és ... coiso. » 

Que amores, que doçura.. Quero, quero tanto! E quem não, quem nunca, quis um descolhoado destes pra lhe aquecer os pés à noitinha e/ou encostar a cabecinha em seu frouxo ombro, que me atire a primeira pedra,que eu quero cá saber.




   

11 comentários:

  1. AHAHAHAHAHHAHAHAHAHAH!!!

    EU QUEEEEEERO!!!!!!

    "Ó Isa, queres piça?"
    AHAHAHAHHAHAHAHAHA

    Vou instruir neste sentido os meus dois cachopos que eu não quero que lhes falte nada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele rimou! Que original..ahahahahahah!

      Imagina que eu chamava Julieta, Mª João..

      Ai Jasus que já me dói a cabeça de rir...

      Eliminar
  2. o anónimo do congolês.26 de agosto de 2016 às 21:44

    Eu só sei que com esta merda toda o desequilibrada fechou outra vez o blogue e eu fiquei outra vez desempregado,
    Deu-me cá para desconfiar que ali não ha marido nenhum e tudo é engendrado daquela cabeça descompensada porque o paleio dele é igualzinho ao paleio dela.
    Isso não é rimar é poetar. a ver se aprendes duma vez por todas o que quer dizer poetar, Poetar é fazer poesia do aconchego do pó
    Queria mais era o meu emprego. dasssse!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Calma.
      Há uns susídios, vários, muitos, pensados pra isso.
      Vai-te a eles.

      "Poesia do aconchego do pó" ahahahahahaha

      .. se rio mais hoje, ainda se me rebenta uma veia qualquer...

      Eliminar
  3. PLEASE, digam-me lá onde estão os vossos familiares???? É que não compreendo esse modo de vida, eu sou professora em férias e mal tenho tempo para ler um livro e vocês nesta decadência, tss tss... Pensem nos vossos filhos, estou farta de os aturar, embora saiba que são educados ao abandono e lhes dê um desconto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És paga para os aturar, pá, porque para o ensino, está quieto.
      Volta lá para as tuas férias que, só por acaso, são pagas -também- com o dinheiro dos pais dos putos que estás farta de aturar.

      Não ligues o filtro escatológico, não, ó Isa da piça. Esta merda está um lodo.

      Eliminar
    2. Histérica, os familiares estão muito bem, muito obrigada. Vai lá ler o livro sogadita, vai. Nota-se bem que mal tens tempo pra tudo, a avaliar pela quantidade de comentários que já aqui fizeste.

      Pronto, minutinho de atenção entregue. Vai na paz e que o senhor te acompanhe.

      Cura esse trauma do "sou professora" gaja, isto aqui não é o ministério da educação, ninguém aqui tem que estar a levar com as tuas merdas. Se estás farta de aturar os filhos dos outros, muda de profissão. Vai pra carpideira, por exemplo.

      Eliminar
    3. Se achas que isto está um lodo, havias de ler o que está em moderação. Estou até um bocadinho preocupada, porque
      a bimbalhada que tem escrito aquilo diz que me "capta as fraquezas" devido ao que não publico. Nem sei se não faça uma queixa online à PJ, que cá pra mim aquele tipo de observações soa-me a chantagem emocional.
      Não sei. Estou a pensar.

      Eliminar
  4. Como é que alguém que não tem tempo sequer para ler um livro, arranja tempo para ler o "lodo", estar a par do que nele se escreve e comentá-lo?
    Pois.

    ResponderEliminar
  5. Opa, eu não sou macho, mas quase que me sinto tentada a mandar cv, achas que posso???!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que sim! Se souberes falar como no comentário que pus ali no post, tu manda vir.

      Eliminar