quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Uma jola a quem contestar isto, com argumentos realmente sustentáveis e ali, comprovadinhos.

-Uma mão adoptiva pode ser capaz de ternuras tão ou muito mais eficazes, que uma mão biológica. 







10 comentários:

  1. Eu adoptei duas mãos e tem sido uma experiência bastante satisfatória. Apesar de virtual, claro.

    ResponderEliminar
  2. Desde que não seja uma mão robótica... ou uma ausência de mão... ou uma mão desprovida de dedos... ou... ai... já estou toda baralhada, carago...

    ResponderEliminar
  3. Se considerarmos que há mãos que destratam (ou rechaçam, ou até matam o sangue do seu sangue, carne da sua carne) eu cá acho que uma adoptiva substitui bastante bem a biológica.

    (Desde que não padeça do "síndrome da mão alheia", o que para além de ser uma redundância, era também preciso ter-se mesmo muito azar)

    ResponderEliminar
  4. É boa, mas acho que não bate estas:
    "Sei se que nos marcámos como uma tatuagem marca a pele e a tatuagem, com os anos ficam com os traços alterados"
    o chamado momento "Ãh?"
    ver copyrifght
    só me faz lembrar perdigotos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamento mas já me tinha pasmado -como a Maria, tá a ver?- com essa. Chegou tarde.

      Mas depois parei para pensar na profundidade da coisa e quando cheguei ao gueto da escuridão do resultado de tamanho exercício, percebi que sim, a afirmação faz todo o sentido:
      Não é o corpo tatuado que, com o passar dos anos, se altera.
      São os traços das tatuagens.
      Felizmente.
      O balúrdio que eu ia gastar em endireitar os traços das tatuagens, dava para aos 100 pôr um corpo de 20.

      Uma benção, ler blogues.

      Eliminar
    2. Tatuagens interactivas, portanto... Aquilo é mau demais para ser verdade.

      Eliminar
  5. AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

    Ai cum caraio...



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. (Aquilo não parecia eu, pá? Porra que até me assustei!)

      Eliminar
    2. Sobre isso das tatuagens - dizem que com o passar do tempo a tatoo pode perder o pigmento, logo como que desbota, o que é bastante diferente de alterar os traços, que, quando muito, poderão ficar menos nítidos - só fiquei preocupada com a hipótese de, no futuro, não se poder ler esse teu diário em condições.

      Eliminar
    3. (continuo com o meu problamazito de os comentários aparecerem quando e onde lhes apetece..)

      Parecia. Mas é natural que outras pessoas pensem exactamente o mesmo..

      Eliminar