domingo, 3 de julho de 2016

Lógica very obvious indeed #2

As pessoas não devem ser preconceituosas. O preconceito é tão criminoso quanto a violência doméstica, mesmo que não violento, porque não é, de facto, violência doméstica. 

No entanto, se o cidadão que não deve ser preconceituoso, não gostar de alguém e puder ser peconceituoso com essa pessoa, deve sê-lo.

Exemplo:

Se se gosta de uma pessoa que é preta, não nos referimos a ela como
"ó preto!", porque isso é extremamente preconceituoso. A pessoa tem um nome. Aquele termo só deve ser usado, se eventualmente o nome da pessoa coincidir com a cor da sua pele. 

Se não se gosta da pessoa, pode-se e deve-se usar a expressão acima referida, e até reforça-la, em caso de vontade do desagradado, com "escaruma" ou qualquer outro termo igualmente depreciativo.    

O preconceito exemplificado chama-se racismo e o exemplo é extensível a todo o tipo de preconceito. 

Sem comentários:

Enviar um comentário