11 de junho de 2016

Iniciei ontem mais um ciclo na minha minha, apeteceu-me dar um virote ao meu palco, e então pensei, pensei, pensei ...

e pensei, até que se me ocorreu  (impôs-se-me, mesmo, qual farol pisca-pisca no breu do mar onde dança meu mui fértil imaginário):

- E porque não outro blog??

Deitei mãos à obra e já tenho o header.





Tratar-se-á de um blog sobre IP's - essa temática tão premente e fracturante da actualidade blogosférica- onde de tudo farei para registar mais algum para além do meu, também farei print's dos quadros das visitas (ontem), pelo menos até que alguém perceba como caralho tive aquelas visitas (ontem) - que isto já se sabe, há pessoal sempre do contra e doidinho por estragar os esquemas dos outros - cambada de mal fodidos invejosos, falarei das amizades, de gazes, talvez fale sobre o meu amor sem cabeça, ou de algum amigo meu sem cabeça, ou simplesmente ponha uma foto de alguém sem cabeça e pronto, falarei de moda nas suas variada vertentes, sempre com cabides de exponencial qualidade, blusões da já extinta MeRd@, pois que como toda a gente sabe, se há coisa a que sou boa, é no acto de ser diferente.  Continuarei com os meus textos,óbvio, a minha marca registada, a "front desck" da minha escrita criativa pra quem quiser aulas sobre - adiantando, contudo e já agora,  que um beliscãozinho de filosofia é sempre bom a acompanhar, na medida de uma maior perspicácia na percepção de seu pélago e isso assim - dos quais aqui deixo um exemplo:

Lembras? 
Deste-me a mão, naquele dia. Precisavas, de mim. O olho azul estava mais vivo. O verde, mais baço.
Percebi... Dei-te um abraço. Senti o teu suor, no palco da minha vida. Dança-mos. Entrega-mo-nos. O amanhã foi um capítulo fechado. Intensidade no sentimento.
Meu querido amigo. Meu querido amigo. Meu querido amigo...

Mandei-te um presente pelo correio. Recebes-te? Sei que sim.

(Proibida a partilha)
  


Em suma, toda a linha editorial do meu novo bebé será idêntica ao deste filho, mas com uma marca muito mais forte (barroco ou rococó, ainda não decidi, sou até gaja pra tirar ali o "re" e deixar só o "cocó", não sei, tenho que consultar a minha diferença), sendo que a pergunta subliminar a todo o conteúdo será "incomodo..?". 
Porque eu acho que sim. Gostava que sim. Acredito que sim. Quero que sim.

Escreverei, portanto, também sobre os incomodados - os sem vida própria- e fa-lo-ei, todos os dias, afincadamente, mesmo quando mais ninguém estiver a dar-me importância, ou porque foram de fds, ou porque, sei lá, foram ao cinema ou jantar fora, mas nunca com um intuito maledicente, que isso já toda a gente sabe que não sou, e que a haver coisas verdadeiramente comprovadas sobre mim, essa será, indubitavelmente, uma delas 


 e outra, é que não sou preconceituosa. Aquilo do "putas" é um tratamento carinhoso que a malta do ramo usa entre si, porque  a malta do ramo pode. Os de fora, é que a usá-lo, pois está claro que o terão que  provar (e btw, Joka, meu tesudo mai fofo, I lóve you!).
Ter-se amigas putas é que agora não ma lembra porque é que é mau, e em calhando até nem é, mas hey uma gaja vai lançada e cabum!, mesmo porque se fosse mau acho que  não tinha amigos, a quem demonstrei que aquilo foi só uma fase e etc, amigos que me amam e percebem que cresci, amadureci e essa merda toda, e que, farolinho que sou, resistente, amigo, conselheiro e Zzzzzzzzzz..., pás, nem reparam na quantidade de vezes que as ondas assim mais agressivas me magoam a tijoleira lá de baixo. 
Eu sofro. 
E sei que tenho defeitos. Mas lá está, ninguém é completamente bom ou sempre estupidamente mau, e pese embora o facto de eu deixar esse escrutínio aos outros, coisa que faço somente porque sou fãzassa da Agatha Christie, também já ia sendo altura de um Poirot qualquer ter percebido que, por exemplo: Eu dou. Muito. 
Né?

Bom, concluindo, será um blog que, em sinopse, servirá pra se um dia me apetecer aprender a jogar ténis, usar os meus próprios pés, ao invés de me ir agora pôr a comprar raquetes caríssimas, porque nem tudo o que é bom se resume a Babolat AeroPro Drive, Wilson, Dunlop, e etc.


Aguardo então pelos vossos pareceres, sim? 

Obrigada. 

Amo-vos a todos. Muito, muito. Se precisarem de ajuda pra financiamento de um workshop, ou outra coisa qualquer ... se vos desapareceu o gambuzino, por exemplo, ou se estiverem tristes porque amanhã já é Domingo, ou se vos acabaram os memes, vocês digam, que eu coiso. Tá?

Ps: (Não é esse "coiso" ... ihihihihih ... seus malandrecos ...)


70 comentários:

  1. Começas mal: muita pergunta e não sei quê?

    Depois, como queres um parecer se ainda não há blog?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a apresentar alguns dos tópicos?

      Pensas que sabes tudo sobre mim. oca deixarei de ser eu.

      Eliminar
  2. Em vez de "oca" era "nunca". Porquê..? Achas que sou burra? Avança com testemunhas!

    ResponderEliminar
  3. Outro blogue a dar importância a quem não presta? Seja superior.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem é esta?
      És já tu a "angariar" leitores para o teu novo blogue?

      Eliminar
    2. ('bora fazer de conta que não sei quem tu és, boa?)

      Não sou superior a ninguém, "Opas". Somos todos iguais, irmãos e assim.

      Para além de que escrevo pra mim, não preciso de visitas, e muito menos de lições de moral. E é fds grande, ontem levei com a cena do presidente lá em França, acho que mereço uma descompressãozinha.
      Achas que sou maluca?? Avança com atestados!

      (Pronto, já 'tá. Pega lá beliscão na bochecha e não digas que vais daqui).

      Eliminar
    3. Filipa, na terra do bom viver, uma gaja faz como vê fazer. Sabes muito bem que adoro falar comigo, afagar-me o ego e essas merdas.
      Aquela pode muito bem ser eu, ou não. Se no teu blog eu posso ser a "Alex", pá, posso ser o que quiser onde quiser. Desde que eu queira.

      (Mas deixa-me que te diga que é de se lhe tirar o chapéu à quantidade de nicks que a pessoa tem em carteira, hã?!)

      Eliminar
    4. Isto é como o atum em conserva em tempo de guerra: quanto mais melhor.

      Eliminar
    5. (E também deixa-me que acrescente o cuidadinho com que escolhe um nick nunca antes usado aqui, talvez alertada pelo amigo "jurídico", que tarde piou, infelizmente pra ela).

      Eliminar
  4. Era um elogio. Mas percebo que a louça não é só a outra. Boa tarde e passe pelas urgências.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era..? Ai desculpe... não percebi...

      É que se tivesse percebido tinha-lhe logo recomendado que o enfiasse - delicadamente - no cu, e assim escusava de se estar a maçar, a passar por aqui outra vez..

      E

      * louca

      será?

      Tem que ver bem dessas teclas, vale?

      (As do pc, do telemóvel e das outras).

      Eliminar
    2. Isto é uma infestação, cruzes!!!

      Barbosa, traz o ácido e uma rebarbadora.
      E um porta paletes que a gaja é xxxxl.

      Eliminar
  5. Esta gente tem de perceber que aqui também já se gravam ip´s!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi o seu amante quem me ensinou. Ex amante, sei lá. Um gajo muito porreiro

      Eliminar
    2. Imagino que te estejas a referir a alguém que denominas de "amante", por força dos teus hábitos, num é?

      (Burra todos os dias, tu, caray ... mais um print a juntar aos outros. Que vale é que os agentes são uns giraços, não faço sacrifício nenhum em visita-los, hey, até agradeço)

      Eliminar
  6. Ihihih pois eu também os gravo Ihihih

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Atão e não queres publica-los?
      Assim naquela de mostrares ao mundo os que gostarias muito que lá fossem, mas não vão, e tu fazes de conta que sim?

      Hum?

      (Já andas na net há bem mais que os 2mn permitidos pelo "teu gajo", digamos assim. Vê lá se ainda arranjas mais problemas aí em casa..)

      Eliminar
  7. E tu com isso? Ele nunca foi traído confia em mim. 😁😈

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha aqui uma puta!

      Barbosa, traz o mata ratos.

      Eliminar
    2. ahahahahahahahahaha!

      Não posso, que o pus agora mesmo no meu site de trocas.

      Tem que ser à vassourada. ( ai porra.. ca noija..)

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Uma puta de anca desalinhada.
      Barbosa, traz aí uma martelo pneumático e a soda caustica.

      Eliminar
    2. "Gente pequena é aquela que, matematicamente, é ainda menor do que a medíocre. Gente pequena cuida de gente, cuida de coisinhas em geral e fala levianamente do que não sabe. Gente pequena procura culpados e esquece que o mundo carece de soluções. Gente pequena não tem amigos, tem aliados. Aliados até a próxima estação, até quando aparecer o sol, até quando a aliança valer a pena. Não foi apresentada para o respeito ao próximo e não tem preocupação em trilhar o caminho do meio, aquele em que é necessário levar uma mala pesada desta outra que lhe é desconhecida, a tal retidão. Faltou na aula quando ensinaram o que significa lealdade. Gente pequena é servil porque não sabe bem o espaço que ocupa e pra que ocupa. Tem aquela preocupação sobre o seu lugar perante os outros, se embaixo ou em cima porque não consegue enxergar que, na verdade, estamos todos lado a lado, pra sempre. Gente pequena não tem assunto e assunta a vida alheia. Tem medo de traição. Gente pequena sempre entende crítica como agressão. Gente pequena tenta se vingar ao invés de melhorar. Gente pequena não sabe dividir a atenção de quem gosta, porque não conhecendo o seu próprio valor, tem medo de perder, pq não conhecendo o seu próprio tamanho, tem medo de ficar na sombra. Gente pequena tem dificuldade de olhar no olho do outro, por medo de se enxergar. Humanos que somos, penso que vamos nos apequenar algumas vezes na vida. O problema é que tem gente que não consegue crescer. O mundo precisa de gente grande, mas de gente pequena tá assim, ó."

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Só putas encardidas, esta merda hoje.
      Deixaste a tampa do esgoto aberta ou quê?

      E putas gordas, dasse.

      Eliminar
    2. E chatas.

      Ainda bem que no métier não devem ser preciso falarem muito, canão não sei o que seria.

      Eliminar
  10. Deve ser por isso que nenhum gajo com cabeça te atura, pimpolha. Chata comó caralho, repetitiva e monótona, credo, cansaço. Vai-se a ver e foi por isso que tiraste 2 cursos de sociologia que dizes que tiraste: Esqueceste-te que já tinhas tirado o primeiro.

    Nunca te cansas de ti? Já questionaste a hipótese dessa fixação que tens pela net,de viveres agarrada a ela em tudo quanto é site, de repetires blogues e etc, se dever simplesmente ao facto de seres uma seca até pra ti própria? Ora pensa lá nisso enquanto pensas nisto também ( eu sei, é difícil, mas podes fazer em devagarinho. Tipo uma coisa hoje e outra pró mês que vem):
    Alguém te perguntou alguma coisa sobre o teu "marido"?
    Foda-se... Atina ó gaja... quem é que quer saber se trais ou não, o nome do infeliz que trais ou não lá no teu imaginário bailarino, mas este espaço por um acaso é um confessionário de ou pra patarecas, caray? Sou os teus amigos, os teus "fãs", os teus tesudos, andamos aqui em beijinhos no pâncreas, ou o caralho?? Qué lá isto?

    Ordem na mesa, sff:

    IP's. Falava-se de Ip's. Vais mostra-los, sim ou não?

    Caraca, pá. Imagine-se se uma pessoa como eu, com a paciência do tamanho de uma noz, tem lá estofo pra aturar conversetas de gente que transporta metade de um neurónio,em conversas com a outra metade, e ambas moribundas. Dasse!

    Olha lá, já te consegues enfiar num tamanho M? De qualquer coisa?



    ResponderEliminar
  11. Caladinha, se eu não falei é porque não devo. Chata és tu, que me amas. Ou será o Ricardo? Ai com quase 60 ainda não sabes?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Psiu, nina.. isso do caladinha a menina diz lá à sua mãezinha, ou às suas colegas de site, vale?

      E amo-te, claro que sim. Sobretudo quando bebes ou te drogas, como hoje, que ficas faladeira, e não há nada de jeito na TV pra uma pessoa se distrair.

      Tu tens uma cena aí com esse tal de Ricardo, pois que tens?:P
      (Conta-me tudo, vá, que estamos as duas aqui sogaditas, o resto do pessoal deve ter ido aos caracóis...)

      E quando ficas nervosa tendes sempre para o mesmo assunto, né? Lá está. E ficas nervosa muitas vezes, num é? Pois, é natural.

      Não percebi... estás indecisa se eu te amo ou se ao tal de Ricardo, é? Mas não posso amar os dois porque caralho?! Não és tu que és adepta de swings..? 'Tão .. posso perfeitamente swingar entre os dois, pá..

      Isso da idade é suposto incomodar a quem ... a mim ou a ti?

      (vou-te dar mais uma hipótese de resposta, em querendo, aproveita-a bem aproveitadinha, que depois fecho o estaminé. Vou ao teatro. Com um gajo mai novo que eu 19 anos e três dias).

      E agora a sério: achas bem uma puta chatear-se quando lhe chamam puta, e depois referir-se às colegas como "putas"??

      Pá, acho mal.



      Eliminar
    2. Pronto. Se não queres dizer mai nada, pá, não dizes... Merda mais a quem te chama à realidade dos factos, essa é qué essa, logo agora que estava a adorar.

      (Repara que fiquei sem saber se já vestes um M ou não, hã? )

      Cá joca, vá.

      Eliminar
    3. Pink Poison11 de junho de 2016 às 21:03
      O teu problema é não saberes do que te rodeia e ainda achares que sou puta. Swinga à vontade, com o grassa não será de certeza.

      ResponderEliminar

      Eliminar
    4. Olá nick oficial, e essa anca, melhorzinha? Espero que sim.
      Não tenho muito tempo pra ti, que a minha companhia está aí a chegar, maneiras que vou ser breve.

      1º- Não acho. Tenho a certeza, porque o assumiste. E quem se refere depreciativamente às colegas, e não gosta que o façam em relação a si, também és tu. Por mim, nada contra. Há lugar neste mundo pra todos, mai puta menos puta, não há-de ser por aí que o gato vai às filhoses.

      2º- Quem é o grassa?

      Eliminar
  12. A moça já nem disfarça

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenta.
      Vai tentando, até que se enerva e se esparrama toda.
      Sempre.
      Coisa impressionante..

      Eliminar
    2. Pink Poison11 de junho de 2016 às 22:01
      Então, obrigada porque agora, provas em tribunal que eu sou puta. Recebo dinheiro em troca de sexo. PROVA PÁ! é que tenho provas e testemunhas /as que tu ameaças com amigos, entidades patronais e afins) do que digo .
      O anónimo que se foda, eu assumo perante esta merdosa o que quero, o próximo nick vai ser lady Di. Prova Isa, quero ver essa indemnização! És filha de quem és... So what?

      ResponderEliminar

      Eliminar
    3. E só agora é que vi! "Merdosa"??

      Odeio que me destratem. Fico francamente desagradada com estas agressividades, porra! Se soubesse que isto ia ser assim, tinha devolvido o comentário só a dizer " recebi mas não abri", quéra pra não ficar agora aqui de sentimentos massacrados.

      Acho que te vou processar por isto também, Pink. Não se admite.

      Eliminar
    4. Vim só aqui dizer que quando a Pinkoina for fazer queixa por falta de provas, leve as que tem para afirmar isto que afirmou:

      "Há comentários à espera da sua aprovação: Da vida da Pink, deixou um comentário ao post Uma bd para você V às 14:45, 2016-06-09.
      Para gerir este comentário (aprovar ou rejeitar) basta que siga este link.

      Comentário:
      tenho? Onde pá? aldrabona?
      a puta que é dona deste blogue não aprova mas lê e não prova nada do que diz!
      Curral é o que esta merda é!
      Internem-se pá"

      É que não está aqui designado se levo ou não dinheiro ou se sou apenas puta por amor à arte.
      Aguardo.

      Eliminar
    5. Esse é só um dos comentários em que te ou nos chamou, do que se queixa que lhe chamam.

      Está ali o comentário dela onde afirma que digo receber dinheiro a troco de sexo, como quem o assumiu publicamente foi ela, a alguém ter que provar algo, terá que ser ela e encontrar onde fiz a tal afirmação. Quer muito, mas não chega lá. E claro, se formos a ver a coisa pelo ponto de vista de alguém chamar a alguém "puta", opá, temos aqui paninho pra mangas.

      Nem sequer compreendo bem qual é o problema dela quanto ao que fez ou deixou de fazer. Parece-me que se incomoda mais com isso que com o facto de ter a alma em prostituição vitalícia. Tomara aquela gaja chegar aos calcanhares de muita gaja que anda na vida pra sustentar os filhos ou a família, ou seja lá porque outra razão for, e que são excelentes pessoas.

      Mas não, porque a essas ela refere-se como "putas" e a nós também. Porque ela pode. A doente.

      Eliminar
  13. É sempre a mema merda. Vens práqui na boa, bater um papo e tal, e depois enervas-te e ficas nesse estado, ainda mais lastimável que o costume. Há alguma necessidade de te pores às maiúsculas, caralho??

    Então mas tu assumiste que aputanhaste, ou foi impressão minha..? É pra provar o quê, se já está provado e por ti, caraças?

    (Ora vai lá ler de novo o que eu escrevi, calimera. Vai. E calma. Calminha. Calma. Respira fundo. Isso. 'Vagarinho...)

    Eu não ameaço, badocha. Eu aviso. E depois faço.



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Badocha??

      PROVA, PÁ!!

      Essa foi muito baixa, não se faz. Puta, ainda vá, agora BADOCHA???

      Eliminar
    2. PÁREM DE GRITAR COMIGO, QUE DAQUI A NADA ESTOU A CHORAR!

      Ai...

      Eliminar
  14. Não percebo esta gaja, sinceramente ... a única coisa que foi, e foi-o comprovadamente, agora não quer ter sido.
    Olhágora...

    Mas então pra se ser sociólogo, tem que se praticar?
    Não basta tirar-se o curso e fica-se pra sempre sociólogo..?

    Já não percebo nada disto.

    ResponderEliminar
  15. Isa, tu e essa merda merda que matou o pai indirectamente com desgosto, afirmam que eu sou , actualmente e no sentido literal, uma puta. Quem te vai processar, sou eu. Provas, tens? Não, eu quando digo que sou uma puta, é a forma ser na cama, solta, boa numa queca como tu nunca foste , como consta, mas não recebo dinheiro. Porque, vendo bem, sou casada e vou mandar umas com o meu gajo que antes de uma prova, só lhe faz bem! em Iniciei ontem um novo ciclo na minha minha, apeteceu-me dar um virote ao meu palco, e então pensei, pensei, pensei ...
    Publicar | Eliminar | Spam
    Pink Poison
    às 23:03

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai melher, cala-te com a merda do "provas, tens?", que já não se aguenta tanta repetição.
      Quando encontrares onde eu e ou lá o teu familiar ( suponho que seja a algum deles que te referes, quando dizes "essa merda que matou o pai indirectamente", tem que ser alguém que não conheço), afirmamos o que dizes que afirmamos, tu avisa, ok?
      E a seguir pocessa-me. Faz isso gaja, Processa-me e pára com essa cantinela da merda.

      Caso contrário, se afirmas categórica e taxativamente que o fizemos e nos termos que acabaste de afirmar, pois que és bem capaz de te foderes de novo, e pra não variar nada, em muito mal. "provas, tens"? "provas, tens?" "provas, tens?" "provas, tens?". Filme de terror, caraças.

      E sim, sou bué da má de cama. "Como consta", é isso mesmo. Sou péssima. Belhéque. Hiac! Que inveja que tenho de ti, tontinha, que és solta como eu nunca fui. Oh! que inveja.


      Eliminar
    2. Ó Barbosa, mas agora falas contigo, pá?
      Logo agora que vinha dizer à mona que descobri porque é que a puta de merda -só porque é uma maluca na cama, cá nada de transações comerciais, han?- não se cala com a morte alheia:
      Alguém lhe diga que além da avó ter morrido por ela ser esse esgoto de projecto de aborto, o pai ainda está vivo.

      Pode ser que ela ainda não tenha dado conta.

      E uma pessoa chega aqui e vê-te a falar-te contigo.
      Ora foda-se.

      Eliminar
    3. Estou a Fazer copy paste da verborreia que o ser que-anda-aqui-sem-saber-ao-quê debita, porque não quero visitas forjadas daqui, lá ao coiso dela.
      Uma canseira, carago.

      Para além de ser uma última recordação, para ela, de quando ela visitava espaços limpinhos, mimosos e decentes.

      Espero que a acarinhe e guarde com ternura.

      Eliminar
    4. "Gente pequena é aquela que, matematicamente, é ainda menor do que a medíocre. Gente pequena cuida de gente, cuida de coisinhas em geral e fala levianamente do que não sabe. Gente pequena procura culpados e esquece que o mundo carece de soluções. Gente pequena não tem amigos, tem aliados. Aliados até a próxima estação, até quando aparecer o sol, até quando a aliança valer a pena. Não foi apresentada para o respeito ao próximo e não tem preocupação em trilhar o caminho do meio, aquele em que é necessário levar uma mala pesada desta outra que lhe é desconhecida, a tal retidão. Faltou na aula quando ensinaram o que significa lealdade. Gente pequena é servil porque não sabe bem o espaço que ocupa e pra que ocupa. Tem aquela preocupação sobre o seu lugar perante os outros, se embaixo ou em cima porque não consegue enxergar que, na verdade, estamos todos lado a lado, pra sempre. Gente pequena não tem assunto e assunta a vida alheia. Tem medo de traição. Gente pequena sempre entende crítica como agressão. Gente pequena tenta se vingar ao invés de melhorar. Gente pequena não sabe dividir a atenção de quem gosta, porque não conhecendo o seu próprio valor, tem medo de perder, pq não conhecendo o seu próprio tamanho, tem medo de ficar na sombra. Gente pequena tem dificuldade de olhar no olho do outro, por medo de se enxergar. Humanos que somos, penso que vamos nos apequenar algumas vezes na vida. O problema é que tem gente que não consegue crescer. O mundo precisa de gente grande, mas de gente pequena tá assim, ó."

      Eliminar
    5. Retratou-se mesmo bem. Finalmente aquela gaja arranjou um texto que é dito e feito para ela e o amiguinho caixa de óculos.

      Eliminar
    6. Como já se disse aqui neste blog, "há casais que antes de o serem, já o eram".
      Muito em particular em relação à índole.

      Paz à alma do "vidrinhos" (como lhe chamava uma amiga minha), que já é defunto.

      Amén.

      Eliminar
  16. Olá Filipa.
    Não te conheço de lado algum nem sei do teu "contexto". Mas gostava de te dizer que o que esse esgoto debita é merdoso (já deves saber, claro). As pessoas não morrem de morte indirecta por desgosto. Infelizmente, morrem de doença (causas naturais), por alguma tragédia (acidente), por quererem morrer (suicídio), ou por alguém querer que eles morram (homicídio).
    Ignora o que aquela coisa vomita.
    Confesso que sempre que leio aquela merda me dá uma raiva... como se alguém tivesse sequer o direito a poder recalcar e culpar alguém pela morte de alguém tão querido...
    Enfim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obviamente que me cago para o que diz.
      Ela esquece-se que os dela estão vivos.
      Ainda.
      E quando baterem a bota, alguém vai gozar com ela como ela acha normal fazer com os outros.

      Até lá, entretenho-me e divirto-me com os delírios e a loucura que é, ela pensar que é um incómodo para mim, quando não passa de um tapete.

      Eliminar
    2. Mas depois quer respeito. A inútil. Depois de recorrer ao que ninguém com um mínimo de sanidade mental recorre, aquela aberração ainda quer respeito. Como se soubesse mais alguma coisa sobre o conceito, para além de que como se escreve.

      Eliminar
  17. E alguém que avise a mamas dependuradas que não é preciso ser puta (vender relações sexuais) para ser boa na cama.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que não. Nem vender relações sexuais, nem ser-se muito solta na cama. Pra se ser boa de, basta ter-se um mau de, como parceiro. Por exemplo.

      Eliminar
    2. Mas ela acha o contrário. Que foi andar a vender os buracões, pardon my french, que a transformou numa solta na cama, o que quer que isso signifique......
      Eu cá acho que só é mau na cama quem tem um péssimo parceiro. My 50 cents.

      Eliminar
    3. Eu referia-me aos que se valorizam por detrimento de outros (incapacidades e etc, às vezes até de coisas que lhes são perfeitamente alheias, coitados, como um susto, por exemplo), e só assim se sentem bons. My 50 cents também..:)

      Eliminar
  18. Essa gaja é asquerosa, simplesmente nojenta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só falta aqui, para se ver o texto que acho que se lhe aplica mesmo, mesmo!:)

      "Gente pequena é aquela que, matematicamente, é ainda menor do que a medíocre. Gente pequena cuida de gente, cuida de coisinhas em geral e fala levianamente do que não sabe. Gente pequena procura culpados e esquece que o mundo carece de soluções. Gente pequena não tem amigos, tem aliados. Aliados até a próxima estação, até quando aparecer o sol, até quando a aliança valer a pena. Não foi apresentada para o respeito ao próximo e não tem preocupação em trilhar o caminho do meio, aquele em que é necessário levar uma mala pesada desta outra que lhe é desconhecida, a tal retidão. Faltou na aula quando ensinaram o que significa lealdade. Gente pequena é servil porque não sabe bem o espaço que ocupa e pra que ocupa. Tem aquela preocupação sobre o seu lugar perante os outros, se embaixo ou em cima porque não consegue enxergar que, na verdade, estamos todos lado a lado, pra sempre. Gente pequena não tem assunto e assunta a vida alheia. Tem medo de traição. Gente pequena sempre entende crítica como agressão. Gente pequena tenta se vingar ao invés de melhorar. Gente pequena não sabe dividir a atenção de quem gosta, porque não conhecendo o seu próprio valor, tem medo de perder, pq não conhecendo o seu próprio tamanho, tem medo de ficar na sombra. Gente pequena tem dificuldade de olhar no olho do outro, por medo de se enxergar. Humanos que somos, penso que vamos nos apequenar algumas vezes na vida. O problema é que tem gente que não consegue crescer. O mundo precisa de gente grande, mas de gente pequena tá assim, ó."

      Eliminar
    2. O Robert Pattinson agredece o rótulo de gente pequena.
      Não há meio de aprender a escolher Gifs para ilustrar os posts, eita gaja burra!

      Eliminar
  19. Por acaso, mas só por acaso, aquele esgoto que só dá para rir de tanta merda que verbaliza, já admitiu com todas as letrinhas que vendeu o corpinho. Mas parece que se esqueceu... (mas tambem, pelas imagens, deve ter sido em saldos... Será que nao conta?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se está de consciência tranquila, se acha perfeitamente aceitável a prostituição, se tem tanto orgulho no seu percurso, porque faz tanta questão de esclarecer que já não se prostitui, que foi só em 2008?
      Há uns tempos fez um post a dizer que ia regressar ao Algarve, até comentou que era fifty/fifty, metade do tempo lá, metade cá. Depois afinal mudou-se para o centro de Lisboa, mas a verdade é que continua no mesmo sítio. Nem os "amigos" acreditam mais numa palavra que ela diz, alguns deles já andam a mandar mails nas costas dela.

      Eliminar
  20. Nota:

    O texto que acima citei e colei tem como fonte o blog http://a-vida-de-isa.blogspot.pt/

    e não é o meu, pessoal (esse ainda não abriu)

    ResponderEliminar
  21. Suspeito que tudo isto está a tomar proporções desmesuradas.
    Felizmente que por isto, acabei aqui, parada a ler-te. Diverti-me tanto, tanto, mas tanto!
    É raríssimo ler alguém com o teu sentido de humor que cilindra com uma facilidade incrível tudo o que me parece ser apenas uma pastilha elástica colada ao chão.
    Estou rendida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. God bless, Gaffe.
      Reconhecerem-se essa particularidade é dos melhores cumprimentos que me podem fazer.É como uma homenagem ao meu Pai - de quem a herdei - por intermédio de como escrevo.
      Muito obrigada.

      Eliminar