29 de abril de 2016

TPC pró fim-de-semana: O significado de "confrangedor", na prática.

Pink Poison29 de abril de 2016 às 12:49 

[...]
 A rapariga que dizia que te fazia e acontecia, nunca mais cá entra, o seu nome era Verónica, nunca mais cá entrou, dizia-se amiga de amigos teus que pedalam nos trilhos que percorres e afins. Por respeito à pessoa que eras em 2011 e afins neste blog (e não 1014) nunca alimentei esse ódio. Mas não passei a morrer de amores por ti. Escolhas são escolhas. As tuas confundem-se, és amiga de pessoas que fazem tudo aquilo que não gostas. Adio. 

(Mau.. Ai a merda... Mas então já não era ponto assente que Verónicas, Dinossauras, Maravilhas de não sei quê e etc, eram tudo a mesma pessoa, porra?! ... Chiça, qu'isto já parece o orçamento do Estado, carago ... Farta disto. Ainda começo a partir cenas, vocês NÃO ME CONFUNDAM!) 



 Pink Poison14 de janeiro de 2016 às 12:12

Ah, ah, ah, Verónica, tu és a maior. Agora até uma ex comentadora e seguidora (que eu considerava inteligente) do meu blog conseguiram lavar o cérebro, felizmente essas gajas espalham amor, quando se bufam espalharão quê? rosinhas lol Do mais ridículo, se eu aparecesse perto delas com o meu treinador que, mete respeito, e ele lhe perguntasse qual era o problema dela com o Krav Magá, queria vê-la engolir em seco. Até percebo que seja uma paródia mas se elas , a esta altura do campeonato não provarem, todas que foram ao Marquês passam por idiotas.. É que eu tenho uma surpresa para elas, eu não vou mas alguém irá a representar-me 

( Ah, ah, ah .... ah ... Zzzzzzzzzzzzzz ....  )



Anónimo14 de janeiro de 2016 às 17:06 

Não me digas? Não me digas que foi aquela sonsinha da loira que parece que não parte um prato. Deixa lá, é uma carentezinha que julga que é o máximo com aquele cabelo todo desbotado a mostrar dois centímetros da raiz preta como o carvão derivado da tinta foleira que compra nos chinas, e nem vê as figurinhas tristes que anda a fazer, coitadinha. Mas nem me digas nada que de ridículo feminino provocado por essas descompensadas já estou cheinha até a ponta dos cabelos. Vergonha alheia. querida, quantidade não é sinônimo de qualidade e com essas gajinhas foleiras é mas é sinônimo de javardice que quando se bufam não cheiram a rosinhas nem que as chibinhas rezem dez novenas, porque as cuecas duma semana disfarçam qualquer cheiro maior. LOL!!! 
 Verónica 

(Ó pra ela aqui! A "Verónica"! Tsst .. malvada! Fomentadora de ódios!)

  

Dinora15 de janeiro de 2016 às 15:21 

Mas que lindo, que veia poética tem esta gente, nem mais um mail te envio... Finito, que esta malta não passa de pessoas que se lavam cerebralmente umas às outras e riem-se das outras. São pessoas vazias que não sabem falar, estar e ainda gozam com desprotegidos, com autoridades, com perigos , pois isto agora, é desprezo, sabes, eu não sou imaginária, estou a partilhar o teu IP, estamos juntas e só por isso não vou lá dizer nada, para não dizerem que eu não existo. Espero sinceramente que tenham uma morte lenta e muito dolorosa para que eu possa assistir a fazer rituais satânicos. E tu, continua como sempre... Ao reler coisas tuas e os comentários da gaja de bicicleta, até ela coma a lama que leva nas trombas, se lavou o cérebro, a cabra, a puta, desmembro-a se a vir num caminho qualquer, à loirete. 


( Ups...  Dinora! Isso: Dinora. Lá em cima enganei-me ... Esta gaja mete-me medo. Desmembra pessoas e 'pois faz rituais satânicos. Odeio estas merdas. Credo..)




Anónimo15 de janeiro de 2016 às 15:40

Dinora essa cabra da bicicleta que não tem outro nome porque se faz de sonsinha menina de bem, se eu quiser sei muito bem os carreiros que ela frequenta, não porque eu faça esse desporto mas tenho muitos amigos que a conhecem e se eu quiser eles dizem-me onde a cabrinha pasta. Que tome muito cuidadinho porque eu estive a ver posts aqui atrasados da Pink e a Cabrona era só simpatia. Alguns amigos meus, são dois até acompanham as vezes com ela e falam que ela até para os companheiros é uma falsa e toda a gente a detesta por ser assim que ninguém pode confiar na peça bolorenta. Beijo para ti e para a Pink.
Verónica. 

(Cá está a "Verónica" outra vez, desta feita à conversa ca "Dinora", "Dinora" que ali mais acima explicou à PP que não é imaginária, e que lhe disse que  "só não vai lá", porque depois lhe dizem que é! ... Cambada de corta-tusas é o que aquela gente é toda, dasse! .... Não lhes ligues,ó "Dinora"!)




 Pink Poison15 de janeiro de 2016 às 16:16 

És a maior verónica, a sério muito obrigada.


(Eurh.... Oi..? ... béguiorpardon..? ... Ora 'xa cá ver...Hum... Pois... Calhando até  há uma explicação lógica pró pessoal agradecer muito a quem lhe  quer alimentar ódios e tal, e é assim uma coisa que se me escapa ... Pois...  Mas lá está, se eu não vejo um cu a 3 mts de distância, havia agora de ver uma coisa com uma profundidade destas, né..? ... Pois... Não vás ao oftalmologista, não, Isa Maria...)




23 comentários:

  1. Não querendo mesmo passar a fazer parte desta blogo novela, não resisto a dizer: as vírgulas, carai, as vírgulas não enganam! É uma espécie de assinatura, é extraordinário.

    ResponderEliminar
  2. Isa, eu nunca soube que era essa verónica, ela dava -me graxa a mais e quando é demais, o pobre desconfia. Se fosse matar esfolar a pele a outras, calava-me mas a Vera, andou no meu blog há anos e tínhamos respeito uma pela outra. Não pretendo deixar que alguém expresse a raiva que tem por ela no meu blog. Acredita no que quiseres. A Vera está muitos patamares acima de mim e de ti, sem falar no resto da carneirada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bebé: quanto a isso das verónicas, dinoras e o escambal, nem acrescento mais nada, que acho que já se deixou bem claro e assumido as tuas múltiplas personas comentadoras, e o que elas (tu, portanto) elaboram lá no teu sítio, e noutros.
      Também me é completamente indiferente a tua relação com a blogger que mencionas, não é disso que se trata o post, e não opino sobre as tuas patéticas justificações, os teus porquês, nem quanto ao que te permites ou deixas de permitir, que isso está bem patente e latente, tanto no que postei, quanto em toda a tua forma de estar, ser e agir, ao longo desta novela toda.

      Ou pelo menos não opino mais,para além do que acabei de fazer: são patéticas.

      Claro que acredito no que quero. Provei-o, justamente, quando fiz este post. Acredito que não prestas. Acredito que és manipuladora. Acredito que mentes. Que não tens moral. E acredito, acima de tudo - e isso é que me chateia uma molhinho - que acreditas tu, viveres num mundo rodeada de gente igual a ti, capaz de comer as tuas patranhas e argumentações, que são tão falhas, que doem só de ler.

      A blogger Vera estará muitos patamares acima de ti, seguramente. Não que a conheça, ou tenha opinião formada sobre a pessoa, acontece é que - e sem desmerecimento nenhum para a Vera - também não é preciso assim lá grande coisa pra se estar acima de ti, em variadíssimos aspectos.
      Acima de mim é que não está, que acima de mim está ninguém.

      Tentares pôr-me ao teu lado, nesse lamaçal de mentiras e engodos onde aparentemente vives, Pink Poison - como já o tentaste fazer com a Filipa - só reforça o que eu acima disse acreditar sobre a tua pessoa. Não que me ofendas, hâ? Que merda nenhuma me ofende, a menos que eu deixe. Esta é somente mais uma tentativa desesperada de te limpares, a ver se justificas tudo o que fazes e dizes, com o que eu faço e digo, como quem diz "dás-me e eu retalio, e depois isto É uma pescadinha de rabo na boca", que, em até parecendo que o é, como gostarias, nope, não é.
      Quando muito será cansativo e desgastante, para ti, que estás a ficar sem argumentos.
      Já recorreste à mentira, à ameaça explícita através da tua pessoa, à mesma coisa através do sr. Carlos Silva - teu "pai" - a mails de uma suposta empregada doméstica tua, a pedidos de desculpas fictícios com intentos dúbios, ao insulto, a queixas às autoridades porque te sentiste insultada ( o que é hilário, tu, que escreves o que escreves, sentires-te insultada), ao chamamento de comentadores teus pra te defenderem - que não vieram - já apelaste a ex conhecimentos meus, já te fizeste de doente, já desafiaste meio mundo confiante que o podias fazer, resguardada pelos teus inúmeros nicks, falaste de pai, de mãe, de filhos, enfim, nem sei o que te restará mais, uma vez que o krav magá ou lá que treta é essa, e mais o teu treinador, também já estão um bocado démodé, de tanto que sacodes ao vento, convencida que amedrontas alguém.

      Por fim, "carneirada", será, talvez, lá o pessoal com quem privas e/ou de onde vens.
      Hás-de perder essa mau hábito de comentares em espaços alheios onde te fazem o favor de te permitir o direito à resposta, e sob uma aparente intenção de explicares algo, aproveitares para insultar quem para aqui não é chamado. É que é suposto, quando uma pessoa apregoa a sua "diferença", sê-lo pra cima, ao invés de para onde tendes a direccionar-te sempre, devido, quiçá, à tua extrema afinidade com fundos.
      Não te esqueças que nunca te falhei a nenhuma promessa até hoje, pá, tu vê lá se queres que te faça outra, aqui e agora. Pensa lá nisso.

      (Estou estranhamente calma hoje. Nem te mandei pró caralho nem nada, vês?)

      Eliminar
  3. Curiosamente, a amiga que partilhado ip dela, nunca mais apareceu...
    Deve ter ido à bica com o pai, com o treinador, com a madrasta -quando é que alguém pensa num negócio de presentes para madrastas, pá?-ou com o caralho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sweet Dinora? Não sabes..?!

      Desmembrou-se (ou desmontou-se, ou descaiu-se, ainda se está a averiguar), e não sei quê (esta parte também ainda está por apurar) num ritual satânico! Possas.. ca medo..

      Não é para madrastas. É para o dia da Mãe, alusivo a uma boa madrasta.
      (Parecendo que não, faz toda a diferença, aquilo do alusivo. É dia da Mãe, e eu quero a modos que dizer que a minha não é assim, vá, pronto, coiso..tu percebes! maneiras que vou, online, comprar uma coisa alusiva a madrastas boas, pra assinalar a coisa. Ou aS coisaS: Aquilo, e mais que sou uma anta.



      Dasse...

      Eliminar
  4. Isa, madrasta, na minha família não é ausência de mãe. E nenhuma está demente. Ah, já te disse que retiro o pedido de desculpas que te fiz? É mandas um mail super educado e compreensivo e depois isto? Oh Isabel, oh Isabel... Manda me para onde quiseres, daqui a pouco tempo, o blog fica para leitores... Definhas.faz a queixa contra o grassa, serei testemunha dele.tenho coisas boas a dizer do teu ex bom amigo.

    ResponderEliminar
  5. Isa, que promessa? Até hoje espero conhecer a tua mão mas não vejo nada cara a cara.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conversa da merda, como de costume...
      Mas também, espera-se o quê de uma lobotomizada per natura, ó que caralho...
      Bom, cá vou eu, pra registos de memória futura:
      Absurda, claro que madrasta não é necessariamente ausência de mãe, em família nenhuma. Na tua, a presença das 2 figuras, até deve ter sido uma tentativa divina de reforço de orientação, lamentavelmente gorado. Manda-lhes um abraço forte por mim, diz-lhes que estou com elas e que não chorem; Há quem nasça assim como tu, e não há nada a fazer. Acompanha o abraço com um "graças a todos os deuses", ainda da minha parte, quanto às suas não demências. Espero que permaneçam assim, e livres de qualquer outro mal por muitos e longos anos.( Até porque dela não se livram, pobres senhoras, com uma merda a tiracolo como tu, sabem só os deuses até quanto). God bless them.

      O teu pedido de desculpas não pode ser retirado, porque não foi aceite, né? Foi recusado. Não me digas que ainda não deste por ele, aí, choroso, frustrado, de cabecinha encostada ao teu ombro..
      O meu mail também não foi "super educado", foi só um mail à Isa, à pessoa normal, que quer esclarecer determinadas duvidas. Tu é que não estás habituada a coisas
      de alto gabarito, maneiras que estranhaste e comoveste-te. Percebo-te perfeitamente.

      Quanto ao Grassa, decepcionou-me realmente bastante, mas nem tanto pela interacção que possam eventualmente ter, ele e tu. Tendo-o tu em tão boa conta, no entanto, não te coíbes de o trazer de novo à baila - pobre alma a tua que já nem sabes a que mais recorrer - expectante, talvez, de leres aqui mais alguma troca de galhardetes.
      Sabes Pink, a tia Isa vai-te contar uma coisa que te tem passado ao lado, no decorrer das 40 putas de primaveras que tens em cima desse lombo: As amizades podem acabar. Mas quando o foram realmente, fica sempre, pelo menos, o que nos aproximou. Portanto, eu faria queixa do Grassa, se ele continuasse com aquelas insanidades disparadas a
      outra minha amiga, a Filipa, aqui no meu blog. Como deve ter caído em si e parou, não vejo necessidade de não mais do que me afastar dele. Não penses é nunca que a causa foste tu, que 'pariga, que tu só causas risos e náusea.
      (Mas por acaso, conhecendo-o como o conheço e caso a queixa tivesse tido pés pra andar, adoraria ver-te como testemunha dele. Opá, já me parti a rir só de o imaginar em frente a um Juiz e contigo à pendura, como testemunha dele...ahahahahahahahahahahaha! Ai que caralho...)

      Ps: Não sei porquê que insistes nisso das minhas mãos ... Fui ler, e não escrevi aqui nesta caixa de comentários nada sobre as minhas mãos. Na outra, onde as mencionei, referi-as para a modos que te dizer que me estou cagando prás tuas artes marciais, técnicas de combate e essa merda toda com que exaures a paciência do alheio, no sentido de te fazer compreender que tu tens isso tudo, e eu tenho mãos. Então tu achas, pá, que mesmo sabendo eu que com um estaladão te punha a dormir por 3 dias - e mesmo que,com a quase certeza, aqui, a apelar à minha vaidade, dos meus 10mn de fama à pala disso, derivado dos tantos agradecimentos, da tua família inclusive, que deve andar contigo pelos seus respectivos gorgomilos - eu as iria contaminar com peçonha?!
      Ora cogita lá sobre o assunto, sem saires ( como se pudesses, enfim), da lógica com que nos brindas todo o santo dia. Faz um esforço, perde um peso, atira-te à coisa com afinco, a ver se me acompanhas: Então se tu podes pôr detectives atrás das pessoas, esta pessoa, eu, não posso pôr alguém atrás de ti? Poisé.

      Ora.. o que era mais ... Ah! A merda do teu blog. Vais fecha-lo a convidados?? Que boa notícia! Se o fizeres, considero o meu dever de cidadã cumprido. Não prometo é que volta e meia não me dê pra me rir mais um coche à tua conta, mas hey, uma gaja não é perfeita.

      Eliminar
  6. o blog fica para leitores...



    ... porque até agora esteve para não leitores.

    Hmn.
    Talvez perca algum tempo a pensar nisto.
    E no facto dessa múmia sebosa ter dado a palavra dela que não voltaria cá e que ia parar com estas bocas sobre quem não se pode defender e afinal é o que se vê, a palavra é como quem a vomita: uma merda.

    E está isto em convalescença...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que estás a ver mal a coisa, pá.. A convalescença, tadinha, é que está nela.

      Mas alguém, alguma vez, em alguma realidade, acreditaria na palavra de quem usa e abusa da pessoa de seu próprio pai? Se o faz com a família, porque respeitaria a dos outros, noé?



      Eu percebi o que ela queria dizer com aquilo do blogue, porque me inscrevi num curso de Italiano. Não havia vaga, disseram-me que se quisesse, enquanto esperava, tirar um de tradutora de filha da putice pra português corrente, já que estava em promoção e tudo... E eu fui.:)

      Eliminar
  7. Então não me tivesses enviado mail a dizer que estavas contente. Olha, eu também fui. Jota que já perdeste um amigo, tens um blog feito em minha honra, tenha eu os defeitos que tiver. Essa promessa das mãos foi no blog do teu amor lésbico.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mails simpáticos é a minha especialidade. Não me digas que ainda não tinhas notado...
      Pinkonas, acho que o teu problema tem a ver com carências afectivas. Pensar-se que, porque uma pessoa é educada num mail, de alguma forma pode ser dada como "adquirida", é algo que me transcende, mas que em ti, compreendo perfeitamente.

      E não, não perdi um amigo. Um amigo é que me perdeu.

      Não te preocupes com o meu blogue, alma. Isto faz parte da minha promessa. Depois de te fechares mais aos 5 amigos que te comentam, acredita que continuo. Ou não. Se não, crê que não será por falta de assunto.

      Não estás a "mudar" de casinha..? Fogo. Tens tempo pra caramba, hein?:)


      Olha lá, e refutares uma coisa que seja daquilo que afirmei teres tu feito... não te apetece, ou não podes?

      Eliminar
    2. E não é em tua "honra" que se diz, uma vez que não a tens. Por muita boa vontade que eu tivesse, isso seria uma impossibilidade.

      É uma constatação do teu dói-dói.

      Eliminar
  8. refutar o quê se nada do que diga te faz acreditar em mim?
    Sim estou em processo de mudança, mas não é de agora, portanto, tempo é de sobra. Felizmente sou organizada com esse tipo de coisas e não deixo nada ao acaso. Não estou preocupada com o teu blog, agradeço a, ilegal, caça ao IP, a cada título, a cada comentário em cada blog, restam os e-mails que troco com pessoas que não sonhas sequer. E era só o que me faltava fazer promessas a ti, logo a ti!!! AH, AH, AH

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora tenta em português, sff, que não compreendi nada...

      (Lá se foi a merda do curso..)

      Eliminar
    2. Ahhh! Acho que já percebi um cadinho ... Tu não me digas que trocas mails com a tua mummy, que comenta o blog da Filipa!Êta... Com essa é que me lixaste. Olha que estou mesmo surpreendida. E agora, faço o quê, escondo-me onde, ó deuses, socorrei-me!

      Ó gaja, agora a sério: tu já pensaste em consultar um psiquiatra?

      Eliminar
  9. Pensei em tudo muito rápido...
    Diz lá, o que queres que refute?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahahahahahahah!

      Opá, tu desculpa-me, mas tenho que dizer canão rebento: o teu (mais um) problema não está na rapidez ou lentidão. Reside tão somente no acto em si, pá. Dasse! Tu nunca te questionas sobre isso, caray?!

      Bom, respondendo, eu querer não quero nada, estou bem assim, obrigada.
      Acontece é que estão é ali acima descritas uma data de coisas que afirmo que fizeste, e só te leio aqui a botar conversa fora ... Pá, não quero ser chata, mas quando alguém afirma andar à caça de IP's por isto ou por aquilo, já agora reparava no isto e aquilo que aqui a índia referiu, né..?



      Olha, se eu parar de publicar e de responder, ou é porque adormeci, ou porque adormeci, vale?
      Não te chateies.

      Eliminar
  10. A, ilegal, caça ao ip que é muito, menos, ilegal do que, colocares detectives a seguir os, outros.

    Estás sempre na net, esterco. Quem alguma vez mudou de casa, percebe que o tempo que passas a comentar fingindo ser outra pessoa, publicar merda e inventar emails do pai, nunca teria tempo para mudanças.
    A menos que só leves o cão zarolho, a fritadeira e os chanatos.

    ResponderEliminar
  11. Tu NUNCA vais conhecer o meu verdadeiro "dói-dói" pelo simples motivo que eu nunca o disse a ninguém. Esse trunfo, jamais chegará a esses dedinhos nem que dês a volta ao mundo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Credo, caraças melher.. Carece dessa porcaria das maiúsculas, foda-se!

      O quê... HÁ MAIS?! ( vês o que fizeste?)

      Epá, se contares um dia a alguém, pede encarecidamente que engula a chave do segredo. Sério que estou bem assim, tarda nada já estou a fazer saldos de trunfos.

      Eliminar
  12. A, ilegal, caça ao ip é muito, menos, ilegal do que um pôr um detective atrás de, outra, pessoa.

    E claro que as mudanças são assim, rápidas.
    Sobretudo quando só se vai levar um cão zarolho, uma fritadeira nojenta e uns chanatos do tempo dos pastorinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahahahahahahahahahahahah!

      Está prái um virguledo todo insano... deve ser porque é sábado e vai tudo prós copos. YEY!

      Eliminar