9 de abril de 2016

"Há por aí algum médico que me opere?"*

-"Sou grande defensora do fim dos preconceitos e frases feitas contra doenças invisíveis... [...], matam mais que muitas físicas...:("*

(Ohhh.. que fofuxa. Que esclarecida. Que consciente. Apaixonei!)

- "Aquilo que citaste é aquilo que eu defendo.
Mas não defendo caso sejam pessoas que me atacam de todas as formas e feitios. 
Portanto, defendo sim que os preconceitos contra as doenças invisíveis deviam acabar e estas terem mais tipos de ajuda mas não defendo as famílias que quem me ataca." *

(Hã...? .... Espera .. Pára tudo...)


-"Fui educada contigo, afinal és mesmo uma poia cagada por uma demente"*

(Aaahhhh! Ok. Percebo... Sim... Claro....)


*Citações de Pink Poison. 
Socióloga (por duas vezes), esteticista e escritora.
Em caso de dúvida sobre qualquer daquelas, vá, actividades, é mandarem-lhe mail que ela esclarece. E prova. 




13 comentários:

  1. Eu cá continuo a achar irónico que, do leque de ofícios que ela alegou ter desempenhado, o único para o qual ela tinha de facto jeito foi o único que decidiu largar.

    E é também irónico que seja o único que, sem sombra de dúvidas, a gente acredita que ela tenha de facto exercido. :)

    ResponderEliminar
  2. Gostava de bater com vários tacos de vários tipos distintos de madeira na cabeça de pessoas que usam o nome de Descartes sem saberem sequer quem Descartes é.

    Física e filosoficamente, sinto-me enojado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deve ser primo do Jung :P Para quê tanta violência? O outro demitiu-se por bem menos...

      Eliminar
    2. Já pedi por variadíssimas vezes a este rapaz que tivesse calma, que uma pessoa precisa de diversão e não quer a BD assustada e em fuga. Mas ele nada.



      Grassa, tu escreves "a gente", em vez do tão denotativo de alto intelecto "nós". Ok? Havias era de comprar aquele livrinho, o "tento na língua" (ou lá que caralho é aquilo), pra aprenderes a falar um bom português. Assim como aquelas pessoas que leem imeeeeeeeeeeeeenso e citam Descartes.

      E depois escrevem Exposende.

      Eliminar
  3. "A gente sabemos"... ou será antes "nós sabe"? Uma dúvida que sempre me atormentou... foda-se, mais uma noite sem dormir... será que o livro "tento na língua" é vendido no mesmo sítio d'O Livro?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahaha! Muito boa, Catarina.

      Mas acho que não. Um é real e o outro é lido só por duendes.:)

      Eliminar
    2. Ahahahahahaha! Muito boa, Catarina.

      Mas acho que não. Um é real e o outro é lido só por duendes.:)

      Eliminar
  4. Esta gaja tem a cultura literária de uma mesa de espera num consultório médico.
    Se não tivesse buracos, aquela criatura basicamente não serviria para nada.

    E adoro todo o contexto em volta da afirmação que ela parafraseia do seu grande amigo René: "Ler bons livros é como conversar com as melhores mentes do passado".

    Primeiro, há que adorar o facto de ela confiar cegamente numa asserção que vem numa imagem de carácter duvidoso que está na Internet. Corroborar fontes está tão démodé..

    Depois, tiro grande satisfação do facto de acreditar piamente que, se ler bons livros é como conversar com as melhores mentes do passado, então esta gaja seria o equivalente à plebeia responsável por esvaziar a vasilha com os dejectos do Descartes... porque a única coisa que eu imagino o franciú a cuspir na direcção dela seria "Vai-me já esvaziar essa merda, meu erro tanto ortográfico como humano".

    ResponderEliminar
  5. Ameaçar sem conhecer, está tão démodé, enfia uma garrafa partida pelo rabiosque acima e roda. E pára de deixar comentários no meu blog, jamais serão aceites alminha triste. Vive a tua vida, não a dos outros, porra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não ameaço nem enxovalho... limito-me apenas a constatar factos. Já tu, és limitada em tudo.

      Viste? Facto.

      E sempre fui uma pessoa curiosa por natureza. Aquilo que não sei, procuro saber. Pergunto.

      Por exemplo: quando é que morres?

      Eliminar
    2. "Sem conhecer", como assim, brotoeja? para além de que não está aqui nenhuma ameaça,pá. Eu cá só leio desejos puramente ecológicos e mai nada...
      E depois faz todo o sentido, isso do conhecer-se ou não a pessoa.
      A APAV aprova, é? " Bom.. se conheces, então 'tá-se.. vai lá ameaçá-la como a Pinkonas fez a uma data de gente, pá, que está tudo bem".

      Dicas de merda, gaja. Limita-te às dicas de merda, que é isso que é a tua cara cuspida e escarrada: Dicas. De merda.



      Eliminar