sexta-feira, 22 de abril de 2016

A pedido, um post jocoso

grassa


para mim
grassa deixou um novo comentário na sua mensagem "«O certo continua certo, o errado errado (...) ind...":

Então hoje não há post jocoso? Onde anda esse excelso e inabalável sentido da dona do blog e da puta acima proscrita?

Publicar
Eliminar
Marcar como spam 


Claro que há, sua merda sem fim à vista, claro que há. Depois dos mails en pendant com a tua personalidade psicótica - enviados para mim - e da quantidade abismal de comentários condizentes com a educação que te deram (ou pelo menos com a que conseguiste assimilar),  que pespegaste no blog da Filipa, há isto e há mais coisas. Há, por exemplo,  que se aproveitar as tantas ameaças  da tua amiga Pink Poison, que não tinham bases para nada, de forma a lhes dar uso. Há ainda um pedido que te faço quase de joelhos, no sentido de continuares a fazer o que tens estado a fazer, mas para mim, de forma a que, após a queixa crime que eu, Isa, farei contra ti, essa queixa seja redirecionada à tua entidade empregadora, a fim de que percebam, não só o perfil patente em tudo o que tens dito, mas como e também, onde gastas o tempo em que és pago para estares a produzir. 

Depois, feito aquilo, há ainda um manancial de pessoas que pensam que te conhecem - como eu pensava - a quem terei todo o gosto de mostrar, através dessa queixa, o quanto te desconhecem.

Claro que aqui não entra nada teu, como podes calcular. Mas vai ficar guardado, e rechear-se de coisas nojentas escritas por ti e iguais a ti,  despoletadas sabem só os deuses porque caralho, denotativas do quão, afinal, nem és assim tão avesso a quizilias, mas como e  também, da tremenda vergonha que deves ser para todos os que participaram no teu, suposto, pretenso, crescimento. 

Vê lá se isto e suficientemente jocoso para ti, ó Grassa.  Vai dando notícias, ok?  



Sem comentários:

Enviar um comentário