domingo, 28 de fevereiro de 2016

O CM, esse acidente jornalístico, diz que a Isabel Moreira está no Tinder

Fui lá ler. Porque uma pessoa precisa de adrenalina. E mesmo sabendo as pessoas que leem notícias do CM à pala da substância, estão bastante cientes de que nunca a terão assim de mão beijada -que aquilo paga-se e bem, às vezes até lhes custa a morte de um par de neurónios, e/ou o não discernimento de mais notícia nenhuma, do mundo real, de qualquer teor - fiz o meu bungee jumping semanal: "A deputada do PS, de 39 anos, publica fotografias onde surge com um visual descontraído e, até, ousado.  (...) Numa das imagens divulgadas, a filha do professor Adriano Moreira aparece de biquini, de costas, e noutra surge a fumar."

Oi..?

Hã..?

Não. Não. Não. 

Digam-me pelo menos que a mulher arrastou  muitos perfis à direita, ou mudo o meu vício para o mundo Impala
Fartinha destas desconsiderações.~




  

31 comentários:

  1. Também considero uma ousadia, não percebo a tua admiração.

    Achas bem??

    ResponderEliminar

  2. A mulher é anoréxica?

    Alguém lhe diga que aquela magreza não é bonito.

    ResponderEliminar
  3. Olha, olha, a moderação de comentários foi retirada, viva liberdade de expressão!

    ResponderEliminar
  4. Vou ficar, aqui, sogadita, à espera que alguém perceba a minha piada política.

    (De que tamanha frustração devem padecer os grandes humuristas, ó céus, quando as coisas não se lhes são pescadas, assim num repente...)


    Filipa,

    Não!

    Junta isto que eu disse ao que disseste, e tens outro poema a concurso. Olé.




    Junkie,

    Cala-te com a merda da censura sff. Chocho que ficas com essa conversa.



    ResponderEliminar
  5. Calhando, já repensavas o teu conceito de "humor", não sei...

    ResponderEliminar
  6. Devem ter dito isso também ao grande George Calin, e ele mesmo assim não esmoreceu, e singrou,
    Cruela.

    O teu problema deve ser que não observas o mar, ora revolto ora calmo, nem as plantinhas na natureza, do alto dum varandim qualquer. Fazia-te bem ao neuves.

    ResponderEliminar
  7. Então olha, não esmoreças.

    E prende uma pedra ao pé que essa espécie de comparação com CaRlin...enfim.

    Mas das grandes.

    Para tos manter no chão.



    Os pés, não os cornos.

    (é melhor explicar tudo, não vá o diabo tecê-las)

    ResponderEliminar

  8. .. Talvez uma nesguinha de sol, também te faça falta.

    Faz as 'soas felizes por causa daquilo da vitamina D.

    ResponderEliminar
  9. Nada me faz falta por causa que eu tenho o amorrrrrr ai ai ai é o amorrrrrrr.

    ResponderEliminar
  10. Chocho, mas tiraste a moderação de comentarios em obediência a uma ordem de comando minha, o resto é magreza doentia.

    A fulana, filha do Adriano Moreira, coisa que nem suspeitava, tem problemas. Ela bem que escoiceia, relincha, zurra, mas não conseguirá chegar aos calcanhares do seu pai, pelo menos enquanto achar que o seu forte é a beleza. Se bem que agora que a sei filha de quem é, subiu alguns pontos na minha consideração, deve ter alguma coisa que se aproveite por detrás daquela cena de espírito livre, ensaiada.

    Recordo agora as suas declarações indignadas por ter ficado molhada quando se foi por sem guarda chuva, à chuva.
    Sinceramente, já não bastavam os corruptos, também temos este cromo na assembleia da república.

    ResponderEliminar
  11. Não tenho opinião sobre a pessoa. Ou por outra, tenho: não gosto. Mas pode ser só porque é gaja. Ou por isso, e mais por ter crescido num ambiente que lhe facilitou a que tenha hoje a projecção que tem, que, quanto a mim, se resume a ser filha de quem é, e a notícias da merda, como a que aqui registei.
    Se por um lado ache injusto que se esteja sempre a puxar a cartada da filiação, por outro, dá-me a impressão que se puxa por aquilo, porque não há mais nada pra se puxar. Não percebo aquilo do "espírito livre", em que situação é que ela considera que isso lhe está patente,nas suas funções de deputada, que é única e exclusivamente onde poderá interessar a informação.
    (De resto, ter-se tatuagens ou postar-se fotos assim ou assado no face ou lá onde for, é tão espírito livre quanto um colhão de outras gajas, sendo a info igualmente despicienda.
    Espero até que ela não se apoie no factor beleza, pois que, nesse contexto, a concorrência é mais que muita, já perdeu).

    Sim JJ. Foi porque mandaste que tirei a moderação. A seguir vou eu mandar que acabe a fome em África, e amanhã vais ver que já temos um mundo mais irmão.



    Filipa,

    Semos duas. Sou amada qu'eu sei lá, e amo que nem calculas. Nem calculas tu, nem eu.

    ResponderEliminar
  12. A opinião que eu tenho da pessoa, honestamente, tem mais a ver com a cara dela do que outra coisa qualquer, o que naturalmente diz mais de mim do que dela.

    Será que uma pessoa com cara antipática pode ser afinal simpática por natureza?

    Claro que o maior dos simpáticos pode ter os seus momentinhos de antipatia, tal como o maior dos ladrões pode ter um momento de honestidade, mas pode um feio ser bonito por dentro?

    É por causa desta e outras dúvidas que não me dou com ninguém.

    ResponderEliminar

  13. - Ya.


    - Sim. Eu tenho um ar super antipático, e sou um doce de abóbora com nozes.


    - Claro. (Mas se encontrares aí um meio termo para a parte de fora, fica tudo mais agradável)


    - Hã-hã.

    ResponderEliminar
  14. Ya, corajosa é ela, eu mal socializo, quanto mais expor-me, apesar de saber que ao expor-me ia passar tão despercebido como seria para nós o drama de uma formiga que na floresta amazônica não sabe se há-de cagar já, ou daqui a nada.

    E é isto...

    ResponderEliminar

  15. Olha que já nem sei se perdes ou se ganhas, com isso da auto-exclusão social.

    De qualquer modo, a minha questão só será válida se se tratar de uma opção consciente, com base naquilo que um ser, em sabendo o que e quem é, está ou não pra aturar.

    ResponderEliminar
  16. Claro que até agora ainda ninguém percebeu a puta da piada, né?

    ResponderEliminar
  17. A piada está na Impala, digo eu, que não percebi. Normalmente não percebo as piadas dos outros, e ninguém entende as minhas.

    A exclusão social a que eu estou sujeito, ou de que sou vítima, protege-me de muita coisa, mas por outro lado sujeita-me a outras, como andar por aqui a mendigar conversa.

    ResponderEliminar
  18. Está na Impala, porquê

    O que é o cu (ou cú, como gostas de dizer) tem a ver com as calças?

    ResponderEliminar
  19. primeiro é preciso saber de que Impala estamos a falar, se da prima afastada do Gnú, se da forma do verbo impalar, variação fonetica de empalar.
    Estando esclarecido o ponto anterior, tenho a certeza que será mais fácil perceber a piada.

    ResponderEliminar

  20. Tem nada a ver ca merda da Impala. Impala é só um sinónimo de CM, mas em cudurosa.
    Foda-se que uma gaja tem que 'tar sempre a explicar tudo.

    ResponderEliminar
  21. Siga, que por aqui não se chega a lado nenhum, foda-se, que já tenho os neuronios a saltar borda fora.

    ResponderEliminar
  22. Isabel Moreira -> PS -> Perfis à DIREITA.

    Dassssssse..

    ResponderEliminar
  23. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH JJ estiveste bem.

    Os meus também já foram até ali ao Guincho beber uma cola zero que não há quem entenda as "piadas" desta gaja, foda-se!

    ResponderEliminar
  24. É que tu colocaste "costas", "fumar" e "impala" em itálico. Uma pessoa tende a fazer uma associação entre estas três coisas e não percebe, ninguém percebe. Só tu.
    Continua lá a fazer "piadas" só para ti e deixa de chatear as pessoas, tá bem?

    ResponderEliminar
  25. Pois. ´
    Tão lá mais uma data de letras, mas a gente foca-se nas que estão a itálico, numa clara alusão à estupidez do que determinado jornalismo entende como tal, e mais ao nome de um mundo revisteiro, que é uma merda mas vende pra caraças, sendo que estas coisas devem sempre comparecer assim, ou entre aspas, ou a bold, por causa que são um factor triste, mas fortemente importante prá nossa economia. Sim. Claro. E a culpa é do artista.

    A vender chuchas à porta da maternidade é onde vocezes bem, qu'aí já não havia nada qu'enganar.

    Um dia destes desisto, hã?! Farta desta merda.

    ResponderEliminar
  26. O itálico -digo eu, não sei- serve também para realçar qualquer coisa num texto.

    Se afinal não serve, a estúpida és tu que o usaste sem propósito.

    Devias era vender preservativos, pá. É que à saída da maternidade, toda a mulher jura sempre não voltar. SEMPRE.

    ResponderEliminar
  27. Ah, bom, a piada era essa dela ser do ps e pescar gajos de direita.

    Piada é isso ser a piada. Olha que tu ainda vais presa, ou internada, talvez internada.
    Cuidado que na prisa não tem Wi fi, e o Impala é do verbo impalar.

    ResponderEliminar
  28. Pipita, esse SEMPRE maiúsculo é a maneira de nos contares que estás de novo grávida? Ai que estamos tão amigos.

    ResponderEliminar

  29. Janado, diz ali à Pepita, sff, que o itálico serviu pra realçar coisas, e que o problema (dela) foi que as coisas realçadas não eram a piada, eram só iron...
    ...

    Olha,´xa 'tar, não digas nada, que se já não foi, já não vai.

    ResponderEliminar
  30. Mas eu sou teu moço de recados? Ou teu intérprete? Tu vê lá não te estiques, hã ?

    vê la se queres ir morder o chão do marques.

    ResponderEliminar

  31. ahahahahahahaha!

    E era tu e mais quantos, pázinho?

    ResponderEliminar