5 de outubro de 2015

Estrutura de um pensamento


Resumo
Dona de casa (pré-AO 1990: dona-de-casa) é o termo, em direito do trabalho e previdenciário que define a mulher que, casada ou não, trabalha exclusivamente para a própria família, não exercendo atividade remunerada, ou esta não pode ser considerada habitual e principal.
A renda familiar provêm do trabalho de outro elemento do núcleo familiar (o esposo, filhos, irmãos etc).
Dentre os trabalhos efetuadas pela dona de casa, tem-se:
  • manter a casa limpa e organizada, realizando esse trabalho pessoalmente, ou delegando essa tarefa a outra pessoa (normalmente, uma mulher);
  • fazer compras para atender as necessidades da casa;
  • preparar o cardápio e fazer as refeições da família;
  • comprar e cuidar das roupas de todos os membros da família;
      supervisionar a educação dos filhos;organizar diversão para a família.

(Fonte: Wikipédia)



Palavra-chave






Titulo 

Mais Um Dia no Barco do Amor


Texto


- Levantar, pessoal!
Amanhã vou viajar, fazes-me a mala? Estou a sair, até logo.
- Sim, até logo.
- Meninas, levantar! Pequeno almoço, vestir, lavar cara, dentes, pentear, mochilas. Vá!
S, testes assinados, levas?... Os livros que deixaste ontem na cozinha, arrumados?
F, o equipamento de ginástica e a autorização para o passeio? Ok. Quê..? A t-shirt do quê...? Ai e só agora é que te lembras da t-shirt do não sei quê?? VESTE OUTRA T-SHIRT JÁ! E baza pró carro! Cintos. Sim!Tem mesmo que ser! Hoje o almoço do refeitório é peixe e não gostas. Olha que chatice. Queres que te leve a marmitinha à hora do almoço?
Ó Mãe!
- Ó Mãe o quê pá, como o peixe e pronto!
-Mãe, não te zangues... acho que me esqueci das fotocópias ...
- *Dassssse...* quais fotocópias? 'tão onde? A cabeça, trazes? Já as trago, é pra que hora? Já as trago e entrego à Z, na portaria. Não te esqueças de ires buscá-las à Z, na portaria... pronto, agora este parou aqui o carro, ninguém entra ninguém sai, é melhor sairem aqui, que sabe deus quando é que sua Exª acaba de se depedir do filho... beijos, até logo, mamãe vos ama, portem-se bem, F! o meu beijo! chau, até logo, cuidado, sim as fotocópias, já sei ... *mas opá, então a despedida ao puto nunca mas acaba..? caraças que parece que o miúdo vai prá guerra... ahh, acabou, ufa ... pois, sim, 'tá bem, desculpo sim, arranque lá é daí que tenho mais o que fazer.. vai e volta, passo a vida nisto, e o sr. da caldeira, bolas! rápido, tenho que ir rápido*. Casa. Porta. Escritório. *Bichinho, agora não, a dona já volta outra vez, sai da frente, qué da porra das fotocópias?! Ahh, aqui! * Porta. Carro. Escola. Z. Carro. Casa. * Ufa... Acho que  vou beber um café...



Campainha. Porta. Sr. da caldeira. 
- Bom dia, é por aqui. Não funciona. Chame se precisar, sim? Estou ali pra dentro. *Espero que não demore muito. Bom, quartos, cam...bolas! que é todos os dias a mesma cena, ó pra isto! já nem se sabe o que está sujo e o que é limpo, todo o santo dia a mesma merda, pá! juro que um dia mando com tudo para o chão e faço-as arrumar tudo direitinho quando chegarem! ... tem é que ser a uma 6ª feira ...isto é pra lavar, pra lavar, pra lavar, pra pendurar, pra dobrar, pra lavar... não me posso esquecer dos mails ...que horas serão..?... isto é na casa-de-banho, isté na sala, isté no armário ... isto é... meu?! .. estupor! ... para a semana as cortinas da sala têm que ser lavadas... este cão deita pêlo por todo o lado, caramba..* - Sim? Estou a ir, já está, ok, muito obrigada...*O que é aquilo no jardim??* ... tenha um bom dia, obrigada. *O que é aquilo, caraças..? * - FOSTE OUTRA VEZ AO LIXO, NÉ, CÃO?, e escusas de olhar pra mim com esse ar de não sei de nada! ... *varrer isto, acabar os quartos e ir à sala e cozinha. Varrer não chega, tenho que lavar* - ÉS PORCO, SABIAS?? Siiiiiiiim, também te amo. Porco. Badalhoco. *Marcar consulta, telefonar à mãe, ver em que dia é que calha o aniversário da M,, qué que faço para o jantar..? .... pagar água, luz ... ontem a F. estava febril, espero que não seja a garganta, de novo... ahhhh, sim, custava-lhe muito ter levado o prato para a cozinha... mails! ... a seguir, extrato bancário, e por falar nisso, a S. deu-me o meu cartão de volta?!... 'tou lixada com esta gente ... a sério?? ainda ontem aspirei a puta da sala, já está este nojo outra vez?? .. ó que caralho! ...* Telefone. - Sim? Pois, agora não posso ir ao escritório assinar nada, vem tu cá se é assim tão urgente, Ok. Chau. Pois. 'Tá bem. *Porque só ele é que trabalha, querem lá ver...* - A mala, já sei. A mala. *... a máquina da roupa já parou. Vou pôr a da loiça. Mas antes os mails. Ora 'xa cá ler... hum.. hãhã ... responder ... acho que tenho que ir ao super, não há cebolas .. responder... feito.Telefone. (blabla MEO) ... Vou ao super. Marcar pra unhas e cabelo qu'isto está uma vergonha... mas se calhar só pra depois de amanhã, que amanhã ... Telefone (blabla engano)...há reunião na escola..ir ver se tenho medicamentos para a febre... CABUM! Trambolhão nas escadas!  *...Ai porra!..ai, ai, cum caraças! ai painho padre cícero, que me parti toda! ai..AI! ..bom, CALMA! não vale a pena gritares, que não ´tá cá ninguém.. mexe as pernas.. dói?.. não. Boa. Um braço..outro braço... já agora, o pescoço... ah! e cabeça.. nada. Goody.  Atão levanta-te. Ai jasus. Ai. Ufa. Continua a andar como se não fosse nada contigo, hã?..vá. Agora sobe a puta das escadas e deita-te um cadinho...respirar fundo... vá. Já passou...que horas serão? Ainda tenho que ir à farmácia!*

CarroSuper. *... Qué que eu queria daqui..? preciso disto ... e disto ... e disto também... bolas! esqueci-me de telefonar à B., a dizer se sim ou se não, bolas! bolas!!... e preciso disto ... não me apetece nada cozinhar ... ai já 'tá, acho que tenho tudo, 'tou farta de estar aqui*. Farmácia.  
 Casa. *Foda-se! Esqueci-me das cebolas ...que horas são...? é melhor tomar nota que tenho que reunir a documentação para o IRS, senão esqueço-me outra vez... ondé que pus a chave do carro..?
  Carro Escola* Porra de trânsito, sempre a mesma coisa. E a mala? O que é que lhe ponho na mala? Ele disse-me pra onde vai? Sei lá se 'tá frio ou quente? .... anda lá com isso, méne! ... Bom, logo se vê*.
- Entrem lá. Cintos. E então, correu tudo bem?
Temos cartolinas em casa, Mãe?
Tenho fome, podemos ir lanchar fora?
Mãe, pró passeio tenho que levar almoço. Temos bananas? Está-me a apetecer bananas.
Já foste ao super? Não estou perceber nada da matéria de Física e tenho teste para a semana. Hoje doeu-me a garganta. 
- *Lá vem merda*.
Casa.
- Vão descansar um bocado, depois banho e depois trabalhos de casa, vá.
O que é o jantar?
-Peixe.
-Ó Mãe...!
- *Mala. A mala. Fazer a mala. Camisas. Calças. Fato. Gravatas. Meias. Pijama. Boxers.Necessaire. Cansaço. Tenho mesmo qu'ir fazer xixi que estou aflitinha.*

 - Isabeeeeeeeeeeeeeeeel!
- 'Tás parvo ó quê?! É preciso gritares dessa maneira? Não 'tás a ver que estou aqui? qué que foi??
Nada, era só pra saber se estavas em casa.
- (?) ..O meu carro está lá fora, mas eu fui num instante ali à Suazilândia.
- Fizeste a mala?
- *Deus me dê paciência e um paninho para a embrulhar...*
As miúdas...?
- Que miúdas...? Temos miúdas??
És mesmo parva, pá.  Há jantar..? 'tou tão cansado.. e cheio de dores de cabeça.
  * "Há jantar?". Acho que era uma pergunta retórica. Não vou responder*
- Mediste a tensão?
Não.
- Queres um comprimido?
- Não.
- Não é melhor medires a tensão?
Não.
- Lembraste-te que a tua irmã faz anos hoje?
Eish! ... sim... mas esqueci-me de lhe telefonar...
- Portanto, não. Podes parar de comer o jantar de toda a gente?
As miúdas?
- Ao teu lado.
Ahhh ... fofinhas ... beijo ao Pai.. o Pai está muito cansado ... dói a cabeça ao Pai ... O Pai trabalhou muito... E as pernas... Está cheio de dores nas pernas... o Pai....
- Queres o xaile..?
-  (Silêncio e ar abespinhado)
- Uma massagem..?
(ar de "não fazias mais ca tua obrigação")
-O sr da caldeira veio cá hoje.
Vou mudar de roupa.
- Mandei os mails.
Já falamos.


- Mãe! Mãeeeeeee .... Mãe!
- Que foi? Estou na casa-de-banho... 
(Porta arremessada para trás, como se estivéssemos na casa da Joana. Vem ela e o cão)
- Mas ... ó pás, uma pessoa nem na casa-de-banho pode estar sossegada?? Saiam daqui os dois!
(Saem, mas ficam à espera)
Mãe, podes ir ali ....
- Agora vou mudar de roupa, depois já lá vou.
(Bazarem dali é qué mentira)
Arrrgh! MÃE! AS TUAS COSTAS!!
(Explicação da queda. A que horas, como, se vi estrelas ou cometas, se vi a Luz ou cenas da minha vida a passarem-se-me mesmo à frente dos olhos. Gritinhos de horror. Posters pela casa "A Mãe Caiu!", beijinhos e abraços, lágrimas, lambidelas dos cães, apreciação, de perto e à distancia, das marcas. Drama).
Paaaaaaaaaaai! A Mãe caíu!
 (Buldozer humano de 120kg, escada acima)
Onde?? Onde?? Hã?? Como? Mostra! Como foi? Quanto custa? Queres ir ao hospital?? ... Ahhhhh... Já foi à tarde, ok, ok ... Podemos ir jantar?


Trabalhos de casa. Banhos &  chafurdices. Jantar. Loiça. Cozinha.  ... Sala  ... Livro....
...Televisão... Ou uma merda qualquer ...

... Ou nem por isso ...
Assinas então isto, sff? Olha, e podes pôr o  teu despertador para as x horas? ...Tenho medo de adormecer e não chegar a horas ao aeroporto. O arranjo da caldeira foi muito caro. Ainda há sobremesa? Se calhar nem devia .. fui almoçar com uns clientes, e acho que comi qualquer coisa que me fez mal... vou-te mandar mais uns mails, pra tu veres. Amanhã não estou lá, tens que ir lá tu. E também tens que ir ao banco assinar aquilo, telefonaram-me hoje. Compraste-me o afer-shave? E levaste o frasquinho com a minha urina ao laboratório? (risos), e a minha escova de dentes também precisa de ser substituída.. e ... qué que tens...?

- CANSADA!

De quê??



Epílogo:







Sem comentários:

Enviar um comentário